Eu poderia passar horas tentando explicar tudo que eu sinto quando estou escrevendo mas para ser bem sincera não creio que conseguiria, não que me faltem palavras ou expressões certas mas sim por acreditar que esse sentimento vá muito além do que meras palavras possam alcançar, não me entendam mal por favor, só estou tentando dizer que o sentir vale mais que mil palavras, que o que vem do coração é o que realmente importa.

Escreve desde muito nova, não vou dizer data porque eu nem me lembro, nunca fui uma pessoa muito sociável ou muito menos que consiga falar tudo o que se precisa falar nas horas certas, sou cheia de diálogos acreditem, mas eles ficam apenas na minha cabeça ou dispersos em linhas confusas de um velho caderno, depois de conclui-las fico me perguntando se aquilo tudo realmente veio de mim ou se é apenas mais uma ilusão da minha mente, sou um copo de sentimentos prestes a transbordar seja com mais uma gota ou uma esbarrada por mínima que seja que descarrilam as vezes nas horas mais improprias, essa sou eu.

Eu já disse inúmeras vezes que escrever é como terapia para mim, não que eu precise ou talvez sim, tive uma professora uma vez que disse que todo ser humano precisa ir a um psicólogo não que isso lhe torne um louco, mas faz com que você se sinta melhor e mais leve, talvez ela tenha razão mas como não sou sociável o papel é meu divã e a caneta meu medico e é para eles que falo sem parar e sem medo. Escrever faz com eu me sinta única e verdadeira, faz com que eu me sinta completa como se o que faltasse em mim se completasse na escrita e talvez se complete ao menos é assim que me sinto.

Escrever soa verdadeiro, não pense que só porque escreve contos de amor que só se vê em filmes que isso me torna uma pessoa mentirosa pois não torna, isso apenas me faz mais uma sonhadora nesse mundo de um caos real, afinal sonhar esta tão escasso que poderia ser colocado no programa de proteção a extinção. Uma das primeiras frases que postei no Tumblr quando comecei foi "escrever é lutar contra os demônios que há dentro de você", forte eu sei mas sincero e depois descobri que o meu demônio era eu mesma, quem me impedia de prosseguir, de crescer e as vezes ate de escrever.

Porque eu gosto de escrever? Porque faz com que eu me sinta viva, com que eu me sinta útil, com que eu me sinta nas nuvens, escrever faz com que eu acredite nas pessoas, com que eu acredite que tudo tem uma solução e que nada está perdido, escrever faz com que eu posso mostrar ao mundo quem ou sou ou quem eu possa a vir ser. Por isso gosto de escrever.


10 Comentarios

  1. Que lindo. Eu sempre fui tímida, mas sempre gostei de conversar, sabe? Sou tímida até conhecer alguém. Mas meus melhores diálogos estão no papel, com toda certeza. Na vida real a pessoa com quem você conversa não segue seu roteiro. Acho que por isso gosto de escrever. As personagens falam aquele diálogo lindo, que eu montei. E também pra falar as coisas que nem sempre a educação nos permite.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  2. Só lendo os seus textos dar pra nota o quanto você gosta de escrever.
    E pra dizer a verdade eu também gosto, mais diferente de você eu não consigo colocar tanta emoção nem descrever tudo o que eu gostaria...então sou horrível nisso então faço só pra mim mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Seus textos são sempre muito verdadeiros e bonitos, percebe-se o quanto você gosta de escrever. Eu sempre fui muito tímida, principalmente na infância e adolescência, então, um dos meus escapes era a escrita. Adorava fazer imensos diários e cadernos de recordações. E também amava escrever cartas para amigos de outras cidades. Sim, porque naquela época não tínhamos internet. Mas era bom demais escrever! Ainda gosto, até hoje. Claro, não tenho essa facilidade que você tem, mas me dou muito melhor com as palavras escritas do que oralmente.
    Siga escrevendo sempre!
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu! O uso dos porques realmente é confuso! Mas eu queria sugerir duas revisões: a primeira no título, acredito que seria Porque junto, já que não é uma questão e sim uma explicação/resposta. O uso do porque separado eu exemplifico no último parágrafo: "Por que eu gosto de escrever?" - é uma pergunta, então é separado. Logo após vc respondeu a pergunta com Porque e o uso está correto. Ahhh, eu falei que era confuso! rsrs mas vale a pesquisa e o entendimento pra deixar seus textos ainda mais perfeitos! Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá, ótimo texto! Acredito que escrever nos abre as portas do infinito, o poder das palavras não deve se subestimado, e mais pessoas devem praticar o ato de escrever, independente do gênero. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi Luciana!
    Que lindo e sensível texto!
    Adorei!
    Adoro escrever também. É uma arte e traz uma paz gostosa de viver, né?
    Eu também não consigo colocar emoções em ações, prefiro mil vezes escrever, nem que seja um curto recadinho kkkk
    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. OI Luci.
    Eu adoro seus textos.
    Se escrever é o que te faz sentir viva, isso é tudo o que importa, devemos sempre fazer o que nos deixa feliz, adorei espero que tenha mais textos assim por aqui.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Adorei. É sempre legal sabermos que somos útil e que em pelo menos uma coisa somos bons!
    Eu também gosto muito de escrever, porém não sou tão apaixonada assim!
    Tomara que você continuem escrevendo cada vez mais!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Luciana!
    Lindo seu post, parabéns!
    Tbm amo escrever, me arrisco com textos e frases, tbm me sinto revigorada qdo saio rabiscando...Agora deixo td guardadinho só pra mim...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Comecei a escrever poemas ano passado. Apesar de ainda ser bem tímida na escrita sinto uma liberdade enorme dentro de mim saindo na ponta da caneta

    ResponderExcluir