Oi gente! Mais uma novidade boa por aqui. Todos sabem que a parceria com a Illuminare começou com a autora Rô Mierling que só somou no blog e na minha vida. E hoje, com o maior orgulho conto para vocês a nova:


Venham conhecer o livro Cicatrizes da Escravidão, o segundo volume de Diário de uma Escrava, escrito pela autora Rô Mierling lá no Wattpad, a plataforma de publicação e leitura gratuitas. Saiba mais sobre ela AQUI.


Oláá pessoas, tudo bem? 
O filme da Maratona Oscar de hoje é Carol. Ele concorre em seis categorias: melhor atriz, atriz coadjuvante, roteiro adaptado, fotografia, figurino e trilha sonora. Infelizmente não ganhou em nenhuma, mas nem por isso o filme não merece ser assistido e apreciado. O filme conta com uma delicadeza o relacionamento intenso entre duas mulheres no início dos anos 50. 




Oláá pessoas, tudo bem? 

O filme de hoje conta uma história real de como os repórteres do The Globe Boston descobriram o enorme escândalo de abuso infantil envolvendo a igreja católica. O filme foi indicado em seis categorias: melhor filme, melhor diretor, melhor ator coadjuvante (Mark Ruffalo), melhor atriz coadjuvante (Rachel McAdams), melhor roteiro original e melhor edição. Ganhou na categoria melhor roteiro original e melhor filme \o/




Hey pessoal,

Hoje eu vim falar para vocês sobre essa ilustradora/designer de personagens que é incrivelmente talentosa, a Anoosha Syed e especialmente as ilustrações que ela fez das princesas da Disney, como se vivessem nos dias de hoje, e preciso dizer que o resultado ficou maravilhoso.




Olá pessoas, tudo bem?

O filme de hoje é "Room" ou "O Quarto de Jack". O longa teve quatro indicações ao Oscar: melhor filme, direção, roteiro adaptado e atriz (Brie Larson). Porém só ganhou na categoria de Melhor Atriz, Brie Larson, também muito merecido. Se você não é um robô, insensível e com coração peludo, prepare-se para ver um filme que poderá mexer muito com você. 



Olá! Hoje é dia de falar da nossa parceira da Editora Illuminare, Rô Mierling. Ela convida a todos vocês para conhecerem seu livro Contos e Crônicas do Absurdo, que já foi bastante divulgado aqui no blog e está em sua 3ª edição, um livro que é baseado em fatos reais, com leitura rápida, intrigante e sombria.



Livro: Contos e Crônicas do Absurdo
Autora: Rô Mierling
Editora: Illuminare
Sinopse: A obra analisa personagens reais em eventos do cotidiano, descritas em uma ótica crítica, dramática e até irônica, destacando o absurdo de amores, mortes, traições. São 23 contos baseados em fatos reais e 13 crônicas analisando situações do cotidiano social brasileiro. Uma menina que desaparece, uma mulher fatal e cinco homens, uma adolescente sequestrada por não saber ler, um assalto noturno que deixa marcas, o drama do Facebook, a filosofia do beijinho, a tatuagem e seus estigmas, o amor e o racismo, o poder da leitura, o estupro mental e a procura incansável de um deus inexistente, casos insólitos e reais. Esses e muitos outros assuntos são o foco dos contos e crônicas desse livro dinâmico, ágil, divertido e reflexivo. Livro de leitura rápida e fácil para leitores e até não leitores. 


Mais um sorteio no ar, dessa vez é o aniversário do "My little garden of Ideas" e olha o que a Paac tem a dizer:
 
Heey Como vão?Em Janeiro o Blog completou 2 aninhos e pra não passar o ano sem comemorar, reuni alguns blogs que farão parte desse momento mega especial!!

São 4 kits de livros mais marcadores e pra ganhar basta cumprir as regrinhas obrigatórias e se quiser ter mais chances também existem as opcionais.


Aquele momento em que você percebe que queria todas as suas perguntas respondidas e, quando chega na season finale sofre por ter terminado. Foi bem isso que Teen Wolf nos apresentou nessa quinta temporada. Depois da 5A, alguns julgaram os episódios leves, sem grandes reviravoltas mas bastou se aproximar do último que a faísca se acendeu. A questão sobre quem era a Besta pairava nas nossas cabeças e quando ela foi realmente respondida, outra questão surgiu: como salvar o amigo?
 


Hey pessoal, 

Meu post hoje vai ser um pouco diferente, como vocês já viram, o blog é parceiro da Editora Young esse ano, e a Ju me perguntou se eu gostaria de ler os primeiros capítulos de algum dos livros que a editora disponibilizou e fazer minhas impressões, e claro que eu aceitei né! Fiquei encantada com a editora e sua proposta, e na hora de escolher entre os 4 títulos disponíveis foi muito difícil, mas eu consegui escolher um para vir falar pra vocês aqui, e é claro que assim que puder vou comprar o livro dele e dos outros que me interessei.





Quanto tempo não trago resenha de filme por aqui? Não respondam!






 
Ex-militar e mercenário, Wade Wilson (Ryan Reynolds) é diagnosticado com câncer em estado terminal, porém encontra uma possibilidade de cura em uma sinistra experiência científica. Recuperado, com poderes e um incomum senso de humor, ele torna-se Deadpool e busca vingança contra o homem que destruiu sua vida.





Para variar, não conhecia muito sobre o herói (ou anti) da vez. Sempre que sai um filme do gênero é que vou descobrindo mais e dessa vez não foi diferente. O que "Deadpool" nos apresentou foi uma quase sátira e digo quase, porque mesmo com tantas piadas sobre o que é ser um herói, algumas referências desse universo estiveram presentes. Tudo começa quando, após encontrar uma garota bem legal e viver dois anos com ela, Wade descobre que tem câncer. Cético, ele não vê uma saída se não a morte para sua condição. Tudo muda quando um agente de uma instituição oferece um tratamento além de forças médicas. Ao chegar lá, Wade percebe que tudo não passa de mentira e que, na verdade ele passará por experimentos científicos por Francis. Claro que ele consegue fugir após sua "transformação" e vai passar o filme todo caçando o homem que fez o que fez com ele.

Por que Deadpool é o novo Wolverine da Fox?

A história não é contada linearmente. Somos apresentados a uma verdadeira bagunça em uma luta e o herói vai juntando as peças e contando a história até chegar ao momento em que o filme de fato "começa". Muitas piadas contemporâneas, hashtags, citações e claro, pinto e bunda. Não há qualquer pudor nesse anti-herói. Ele não quer desestabilizar os inimigos com tanto papo furado. Na verdade, Wade/Deadpool é zoeiro mesmo e seu intuito é fazer rir. Quebrando a quarta parede diversas vezes, o filme cumpre o papel de entreter. De quebra, ainda temos participações de dois heróis de X-men, a senhora cega que ele passa a dividir casa e um taxista camarada.


E o que dizer das referências? Desde "Guardiões da Galaxia", ao próprio "X-men" e até o clássico "Curtindo a vida adoidado" em uma cena pós-créditos que eu AMEI, já que sou #SaveFerris para sempre, HAHA. Além de tudo já citado, a trilha sonora do filme é espetacular. Mesmo nos poucos momentos de drama somos conduzidos por belas canções. E a música que o Wade escolhe para seu "tema" com Vanessa é clássica, impossível não sair cantando.


No começo desse post já tinha avisado que não sabia muito sobre Deadpool mas claro que, após assistir eu já entendi que o diretor e toda a equipe poderiam ter ido pelo caminho dos heróis que não falam palavrões ou sofridos ao extremo. Porém, eles preferiram seguir o que na real o Wade é, mesmo que isso incomode a muitos. Ryan Reynolds não só encarnou o personagem: ele se entregou verdadeiramente. Foi até um dos produtores do filme. Já está confirmado por aí uma continuação e sinceramente? Eu correria ao cinema assistir. Porque "não é uma história de amor", é uma história de um anti-herói hilário. E fala sério, quem não gosta de rir com cenas desmedidas e piadas infames?

 
                             Lançamento: 11 de fevereiro de 2016 (1h48min) 
                            Dirigido por: Tim Miller
                             Com: Ryan Reynolds, Morena Baccarin, Ed Skrein  e mais.
                            Gênero: Ação , Aventura , Comédia
                            Nacionalidade: EUA , Canadá



Besos!